Voltar para Vídeo 013

Resenha_009: O Gênio do Oriente




Vídeo: A História da Matemática 2 – O Gênio do Oriente

Que tal conhecer a matemática por trás da construção da Muralha da China, ver como funcionava
o Teorema Chinês do Resto e descobrir como um militar salafrário contribuiu
para sua verdadeira paixão, a matemática?!

No segundo vídeo da série “A história da matemática”, faremos uma viagem pelo tempo e espaço desembarcando na China Imperial! Veremos como a matemática estava e continua estando presente em todas as situações: desde uma simples compra de ovos em uma feira até um problema mais complexo que buscava uma maneira de o imperador conseguir dormir com todas as mulheres do seu harém.
Iremos também para a Índia, onde vamos visitar um templo da matemática que homenageia o algarismo zero! Veremos que foram os indianos quem descobriram os números negativos e, usando apenas conceitos de trigonometria, conseguiram medir a distância do Sol e da Lua em relação à Terra! Tudo isso sem mesmo sair do chão!
Depois da Índia, conheceremos Marrocos e sua imensa biblioteca conhecida como a “Casa da Sabedoria”.
Veremos que existiu um matemático persa chamado Omar Kayan que também era um brilhante poeta! Surpreendentemente, vamos ver que existe muita coisa em comum entre a matemática e a poesia!
Ainda sobrará tempo para viajarmos para o Ocidente (finalmente!): iremos para a Itália! Ali veremos um lado não muito bonito da matemática: matemáticos mais “respeitados”, por assim dizer, acabaram se apropriando, sem as devidas autorizações, de descobertas que foram feitas por um matemático muito humilde chamado Tartalia. Até hoje a descoberta da fórmula para resolver equações cúbicas é atribuída ao matemático Cardano, porém foi Tartalia o verdadeiro descobridor.
Clique na tela e deixe sua mente livre para viajar: conheça histórias inusitadas sobre a matemática que você não aprende na escola!

Nos vemos, novamente, na Itália!



Por Andressa Wickert Kreutz
aluna do PIC – OBMEP









Vídeo: A História da Matemática 2 – O Gênio do Oriente
Título da Resenha: Em cima do muro

A
continuação da série “A História da Matemática” retrata o desenvolvimento matemático ocorrido no oriente. Os orientais sempre tiveram reputação de mais inteligentes, mas não é para menos, pois o oriente apresentou um desenvolvimento avançado, que em muitas vezes o ocidente só alcançou tempos depois. Um exemplo disso é o sistema decimal posicional, que já era conhecido na China mil anos antes de ser popularizado no ocidente.

Todos
sabem que a Muralha da China é considerada uma das sete maravilhas do mundo e se tornou patrimônio da humanidade por sua rica história e grande beleza. Entretanto, poucas pessoas sabem o quanto ela contribuiu para a matemática da época, onde os antigos chineses notaram que teriam que fazer cálculos entre distâncias e grandezas para construir essa muralha defensiva. Ainda na China, podemos notar o quanto os números e a matemática influenciaram e influenciam na cultura e desenvolvimento da região. No passado, havia uma fascinação generalizada pelo significado cósmico dos números e sua grande influência e poder.

No
contexto oriental, houve outros países que contribuíram para essa evolução. A Índia teve grande importância no estudo do ‘vazio’, que hoje chamamos de zero, pois foi lá que foi criada uma representação para essa quantidade e aprimorado os
cálculos com ela, isso além do estudo dos números negativos.

Não
fique em cima do muro, ou muralha, continue a assistir a série e aprenda ainda mais sobre matemática.

Até o próximo vídeo!



Por Gabriela Rodrigues Andrade
aluna do PIC – OBMEP









Vídeo: A História da Matemática 2 – O Gênio do Oriente

O segundo episódio da série A História da Matemática, que resume os avanços da matemática desde os tempos antigos até os dias atuais, nos mostra uma fascinante viagem. Depois da Grécia, a qual visitamos no episódio anterior, vamos para o Oriente, conhecer descobertas matemáticas dos povos orientais, que nem sempre são comentadas.
Na China, descobrimos como os chineses contavam, usando varetas e também o sistema posicional. Os chineses acreditavam fortemente que os números eram sagrados, por isso, sempre eram influenciados por eles. Os chineses sempre foram ótimos matemáticos e neste vídeo temos uma ideia do tamanho conhecimento que possuíam nas diversas áreas da matemática.
Da China passamos à Índia, onde os indianos passaram a usar um símbolo para representar o algarismo 0 e descobriram algumas de suas diversas propriedades. Também vemos o uso do conceito de infinito e muitas outras descobertas, que são realmente bem interessantes.
Depois da Índia, vamos para o Oriente Médio, onde os islâmicos usaram muita matemática, principalmente nas religiões. Também vemos os avanços incríveis do matemático Al-Khwarizmi.
Em O Gênio do Oriente, viajamos pela matemática das culturas orientais, que nem sempre são lembradas, e descobrimos suas diferenças e semelhanças.

Assista e viaje no tempo, conhecendo a matemática de diversas culturas!



Por Jonas Cassiano Costa
aluno do PIC – OBMEP









A História da Matemática 2 – O Gênio do Oriente
Título da Resenha: Explorando o Oriente

*O Gênio do Oriente* é o segundo episódio da série *A História da Matemática*, uma produção da BBC e da Open University apresentada pelo professor Marcus du Sautoy.
Neste episódio, o professor Sautoy explora a Matemática da época da Idade Média, quando as grandes mentes do Ocidente sofreram com o declínio e a repressão da Idade das Trevas, e quando a Matemática buscou refúgio no Oriente. O princípio da ordenação de números e teoremas como o Teorema Chinês do Resto surgiram neste contexto histórico, além de avanços significativos de gênios como os indianos Al Khwarizmi (que estabeleceu regras para o uso de algarismos e deu os primeiros passos em direção aos algoritmos e à álgebra), e Bháskara.
Se você gostar de matemática, deve imaginar como seria maravilhoso um lugar onde os números são tidos como divinos e a Matemática é uma paixão comum, correto?

Pois na China era assim!

Esta e muitas outras informações da Matemática dessa época estão no episódio.



Por Marcantônio Soares Figueiredo
aluno do PIC – OBMEP









Série A História da Matemática,
produzida pela BBC e pela Open University
Vídeo: O Gênio do Oriente
Título da Resenha:A História Não Contada
Subtítulo: O Legado da Matemática Oriental

O Gênio do Oriente é o segundo episódio da série A História da Matemática. Ousada, tal série tem por principal objetivo propiciar uma visão geral da Matemática, da Antiguidade aos dias atuais. Apresentada pelo matemático londrino Marcus du Sautoy, professor da Universidade de Oxford e inspirado pelos grandes matemáticos do passado, a série trouxe à tona, em seu primeiro episódio, os fundamentos lançados por Egito, Babilônia e Grécia. Neste, porém, somos levados a uma viagem pelo Oriente, cujos frutos matemáticos abundaram enquanto o Ocidente decaia com a queda do Império Grego. Em menos de 60 minutos, viaje por três expoentes pouco conhecidos da Matemática: China, Índia e Império Islâmico!
Os antigos Chineses criaram um sistema numérico muito semelhante ao atual: Não deixe de atentar para os detalhes da produção! Através dela, você também poderá perceber que a matemática Chinesa não foi apenas utilizada na administração e nos calendários: a parte “mágica” e interessante foi abordada e quem gosta de Sudoku vai se deliciar com a lenda da Tartaruga Sagrada. Logo de cara, você se surpreenderá com a importância da matemática na vida pessoal do Imperador, ainda podendo aprender as visionárias ideias numéricas utilizadas no cotidiano civil e registradas no livro-texto “Nove Capítulos”!
A Índia marca presença através de algarismos extremamente parecidos com os atuais e de imensos legados, por vezes muito antecipadores: o “zero”, as incógnitas, os conceitos de infinito e de números negativos, a série infinita resultante em Pi…
E mesmo após todo o aprendizado você poderá conhecer a Casa da Sabedoria, em Bagdá, na qual os Islâmicos compilaram e incrementaram a Matemática Oriental. Simetria e Álgebra se revelam como as principais contribuições desse período, muito devendo às particularidades da religião Islã!
Nos últimos minutos, assista à “volta” da Matemática ao Ocidente, principalmente através do grande Fibonacci, e siga com os Italianos e suas competições matemáticas até a conturbada conquista das equações cúbicas!
Você se delicia com História e, principalmente, com Matemática? Redescubra o sistema decimal; passeie por equações; conte; observe mosaicos; obtenha admiração por brilhantes matemáticos…

Clique na tela e alce voo!



Por Noemi Zeraick Monteiro
aluna do PIC – OBMEP




Link permanente para este artigo: http://clubes.obmep.org.br/blog/video-013/resenha_009-o-genio-do-oriente/

Deixe uma resposta