Voltar para Vídeo 016

Resenha_004: A Maior Flor do Mundo

A Maior Flor do Mundo

A história de Saramago tem todos os aspectos para deixar as crianças (e não só elas) tristes, esperançosas, desesperadas, emocionadas.
“A maior flor do mundo” talvez se transcreva na grande vontade do autor em tentar conquistar o público dos pequenos, lhes fazer um afago, eis que no reconhecimento da difícil arte de dirigir-lhes, Saramago expõe com toda sua inocência e sinceridade da sua imprecisa arte de escrever para as crianças.
Ainda assim, mesmo parecendo inacabada, constrói uma bonita história, demonstrando a simplicidade e força de vontade do menino protagonista que é capaz de transpor a todos esforços, limitações e dificuldades para ajudar a uma pequena e agonizante flor…ele lhe trouxe novamente a vida, frente a toda desesperança.



Por Bruna Leonel Machado
aluna do PIC – OBMEP

A Maior Flor do Mundo

O vídeo “A Maior Flor do Mundo” elaborado por José Saramago narra a historia de uma criança que faz a diferença. Ao se deparar com um lugar vazio e triste ele encontra uma flor já praticamente morta que ao seus olhos continua tão bela e viva como provavelmente foi um dia, mostrando que em uma criança a esperança nunca acaba. Ele então para tentar ajuda- la caminha por toda a floresta até o riacho a procura de água para sustenta-la, repetindo o percurso diversas vezes até perceber que a flor se encontra em um estado melhor e saudável, e esta, cresce como nunca uma flor cresceu antes, se tornando a maior flor do mundo.
Esta história abrange conceitos importantes de humildade, esperança, perseverança e até esforço, na qual todos ficam admirados com o tamanho da flor cultivada pelo garoto. O autor também destaca a relação ‘adulto e criança’ na qual a criança também possui muito a ensinar para aqueles que já esqueceram a real importância e valor das coisas simples. Uma situação fictícia como essa pode ser aplicada no nosso cotidiano facilmente, como na relação entre pessoas e sentimentos, na qualtemos que nos desempenhar para alimentar algo bom e grande na sociedade.

Gostei muito da história e dos ensinamentos deixados por ela, espero que vocês também gostem!



Por Gabriela Rodrigues Andrade
aluna do PIC – OBMEP

A Maior Flor do Mundo

      De uma forma tão simples como a de uma animação, podemos notar a bela mensagem deixada pelo escritor José Saramago: através de gestos simples, cada um de nós pode mudar sua realidade, e se nos unirmos, podemos mudar o mundo.
      José de Sousa Saramago é português, duma família de camponeses. Antes de se dedicar exclusivamente à literatura trabalhou como serralheiro, mecânico, desenhista industrial e gerente de produção numa editora. Iniciou sua atividade literária em 1947, atuou também como crítico literário em revistas e trabalhou no Diário de Lisboa. Em 1975, tornou-se diretor-adjunto do jornal Diário de Notícias. Foi ele o primeiro autor de língua portuguesa a receber o Prêmio Nobel de Literatura, em 1998.
      Neste vídeo, baseado numa estória de autoria de Saramago, temos a figuração de um menino, que ao passear por um campo próximo a sua casa, se interessou por uma flor murcha entre tantas outras flores bonitas para se observar. Interesse este que levou o menino a regar a flor, para que voltasse a ser bela, porém por falta de equipamentos, levava água na mão, de pouco a pouco por uma longa distância. Mas não se deixando abater, o menino regou a flor com muita água, e lhe dando amor, tanto que a flor brotou e se tornou a maior do mundo, admirada por todos, mesmo a grandes distâncias.
      Se nós cuidássemos das flores murchas ao invés de só observarmos as belas, nós tornaríamos todas as flores belas. Em nossa vida a todo momento nos deparamos com flores, porém que atitudes tomamos: ficamos observando as belas ou regando as murchas?



Por João Vitor Silva
aluno do PIC – OBMEP

A Maior Flor do Mundo

Na simplicidade das palavras, se guardam os mais valiosos ensinamentos… assim como nas histórias para crianças, que podem parecer até ingênuas, tamanha a singeleza das palavras que o autor usa para escrevê-la, mas com uma análise mais atenta, percebemos a intensidade do conto, pois lá, sutilmente escondido, pode haver sempre um precioso ensinamento.

No conto ilustrado no vídeo, ‘A maior flor do mundo’, de José Saramago, eles estão em cada detalhe: na flor que não vive sem a árvore, nos lembrando de que não podemos viver sozinhos e por conta própria… No besouro que quer sua liberdade e com persistência conseguiu conquistá-la… Mas o maior dos ensinamentos ainda está por vir… Ele nos lembra que nossa existência não é inútil e que cada um pode, com suas ações, fazer a diferença. Isso está presente na atitude do menino, que regou a flor para não deixá-la morrer. Este gesto fez aquela flor, que estava murcha, florescer e tornar-se grande, pois foi regada pela bondade do menino.

Boas ações feitas com o coração, sem esperar algo em troca, são recompensadas em dobro.

Comprove!



Por Letícia Recco Tramontin
aluno do PIC – OBMEP

Título da Resenha: “Conta uma estória?”

Subtítulo: A Beleza das estórias infantis
Vídeo: A Maior Flor do Mundo – Fundação José Saramago

         Neste belíssimo vídeo, baseado em uma estória do famoso escritor português José Saramago, somos levados à acompanhar um lindo conto infantil. O autor da estória, que ora também vivencia a mesma, alega não ser capaz de escrever para as crianças, pois elas necessitam de palavras simples e belas. Mas como o autor foi capaz de imaginar este conto, deseja ao menos nos passar como ele é.
         Assim sendo, o conto exposto é destituído de palavras: o autor não conseguiu empregá-las de modo gratificante! Mesmo sem narrativa, facilmente acompanhamos a linda estória: Um menino, ao seguir um inseto, entra em uma floresta… Depois da floresta há um início de deserto. Neste há uma flor… murcha! O que faz o pequeno, então? Só assistindo a A Maior Flor do Mundo para descobrir!
         Depois de “expor” a estória, o autor ainda espera que um dia alguém a escreva com palavras adequadas e simples. E se você compreender que os ensinamentos presentes nas estórias infantis também servem para adultos, esse alguém pode ser você! O primeiro passo é simples, clique na telinha e emocione-se com esta linda animação!

Não Perca!



Por Noemi Zeraick Monteiro
aluna do PIC – OBMEP

Link permanente para este artigo: http://clubes.obmep.org.br/blog/video-016/resenha_004/

Deixe uma resposta